21/05/11

Por outro lado

Também há a versão de Wittgenstein: se nada tens a dizer, cala-te.

Sem comentários: